quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

MG: conselheiro do Cruzeiro é morto ao sair de sindicato

Terra/JG

O conselheiro do Cruzeiro Antonio Cabeça da Silva Filho, 53 anos, morreu na tarde desta terça-feira em Belo Horizonte com pelos menos cinco tiros quando deixava o trabalho. De acordo com a Polícia Militar, Silva foi abordado por um homem logo que deixou o sindicato onde trabalhava. O suspeito atirou contra o conselheiro, que entrava no carro.
O conselheiro foi alvejado por um homem que, segundo testemunhas, estava com uma camisa da Galoucura, maior torcida organizada do Atlético-MG. O suspeito fugiu em um carro e até as 21h não havia sido localizado.
A Polícia Civil disse que ainda é cedo afirmar que o crime possa ter qualquer ligação com a rivalidade entre Cruzeiro e Atlético. À polícia, familiares da vítima disseram que ele não tinha inimigos e não sabiam o motivo do crime.
Outro caso de violência entre torcidas
No dia 27 de novembro, um torcedor do Cruzeiro morreu na saída de um evento de luta, em frente a uma casa de shows no bairro Savassi, em Belo Horizonte. Segundo imagens de uma câmera de segurança, o integrante da organizada Máfia Azul Otávio Fernandes foi agredido por torcedores da Galoucura a pisadas, chutes na cabeça e com uma placa de trânsito. Ele chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

Além da morte, outros três torcedores foram agredidos. A Justiça recebeu nesta terça-feira a denúncia do Ministério Público (MP) contra os 12 torcedores do Atlético-MG acusados. Todos foram denunciados por homicídio e três tentativas de homicídio.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial