terça-feira, 29 de novembro de 2016

PLANTÃO ANGELICA



EDSON PAIM NOTICIAS


http://edsonpaim.com.br/





SITE DA TV PORTAL DO PANTANAL, NO AR! (MEIO AMBIENTE NOTÍCIAS)

CLIQUE:

http://tvportaldopantanal.com.br/




Minha foto 


      
Clique no Link abaixo e acesse 

um ou mais dos 599 Blogs da 

Parceria: Fundação Portal do

Pantanal / Painel do Paim/FM 

América 100.9 Mhz

https://www.blogger.com/profile/048861602895692797

65


terça-feira, 20 de setembro de 2016

Semana começa quente e pode chover em Angélica e demais regiões


+0 0

Plantão Angélica

Depois do fim de semana quente, esta segunda-feira pode ter uma trégua nas altas temperaturas. A previsão da meteorologia é que pancadas de chuva atinjam todo o Estado a qualquer hora do dia.

Segundo o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), neste começo de manhã os termômetros marcam 17°C em Angélica e a máxima esperada para hoje chega aos 29°C.

As pancadas de chuva são esperadas para qualquer hora do dia, mas podem se intensificar principalmente à tarde. Enquanto as pancadas não chegam, o tempo seco predomina com índice abaixo dos 50%.

Em outras regiões do Estado a previsão é bastante semelhante como a esperada para Angélica.

Postado por Carlos PAIM

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Caixa Alta

Principais Jornais de Mato Grosso do Sul

Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim.

http://www.ejornais.com.br/jornais_mato_grosso_sul.html


Site do Midiamax News
Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim

http://www.midiamax.com.br/

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Bioma Mata Atlântica
http://www.projetobiomas.com.br/

Site do UOL Notícias

http://noticias.uol.com.br/

Postado por: Ygor I. Mendes

quarta-feira, 4 de maio de 2016

JORNAIS DE MATO GROSSO DO SUL


Você pode ler, diariamente, todos os Jornais do Estado de Mato Grosso do Sul, com as últimas atualizações. Basta clicar no LINK que está situado ao lado direito deste Blog, logo abaixo dos LINKS "Google News" e "edsonpaim.com.br", os quais, se clicados, conduzem o leitor às últimas Notícias dos Municípios, dos Estados, do País e do Mundo, publicadas em ambos. CONFIRA! 

Para maior facilidade, repetimos, a seguir, o referido Link:


JORNAL DA RADIO. NOTÍCIAS DE ANGELICA.

http://www.jornaldaradio.com.br/noticias/angelica-ms


Postado por: Ygor Mendes Iavdosciac

sábado, 12 de setembro de 2015

Aterro Sanitário

Biologia

O lixo ou resíduos sólidos que produzimos em nossa casa, no nosso trabalho, em nossa escola ou em qualquer outro local polui o meio ambiente e agrava consideravelmente a situação dos aterros sanitários do país, isso quando as cidades possuem um aterro sanitário, pois muitas possuem apenas um depósito a céu aberto onde as pessoas, que do lixo retiram seu sustento, podem se contaminar com doenças. Nessas cidades é necessário maior controle ambiental e maior cuidado com a saúde pública.
Os resíduos da atividade humana vêm se acumulando e degradando o ambiente natural, o que faz com que os recursos fiquem mais escassos e consequentemente mais caros.
O que ocorre é que a maioria da população não se preocupa com a quantidade de material descartável que gera e continua a utilizar mais do que a reciclar, sacos plásticos, metais, eletrônicos, que com o advento da modernidade se tornam rapidamente defasados, madeira, vidro, além do desperdício de alimentos e de muitos outros materiais que rapidamente são considerados inúteis, indesejáveis ou descartáveis.

Um aterro sanitário é um espaço destinado à deposição final de resíduos sólidos gerados pela atividade humana, são provenientes de residências, indústrias, hospitais, construções e consiste em camadas alternadas de lixo e terra que evita mau cheiro e a proliferação de animais.

Um aterro segue princípios da engenharia de confinar resíduos sólidos à menor área possível e reduzí-los ao menor volume possível, cobrindo-os com uma camada de terra na conclusão da jornada de trabalho ou em intervalos menores, se necessário. Deve ser impermeabilizado e possuir acesso restrito, ter a quantidade de lixo controlada e conhecer que tipos de resíduos estão sendo depositados. Na maioria, os aterros sanitários são construídos em locais afastados das cidades em razão do mau cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e das águas subterrâneas. Essa contaminação pode ocorrer por infiltração do chorume ou percolado, líquido contendo componentes tóxicos que flui do lixo para o solo e corpos d’água.

Atualmente, existem normas que regulam a implantação dos aterros, e uma dessas regras é a implantação de mantas impermeabilizantes que evitem essa infiltração. É necessário também que haja a retirada desse líquido, por sistemas de drenagem eficientes, com posterior tratamento dos efluentes sem que agrida o meio ambiente. Gases também são liberados e podem ser aproveitados como combustíveis, o que pode trazer benefícios financeiros. Outras maneiras ambientalmente mais viáveis são a reciclagem, a compostagem, a reutilização e a redução.
Com a reciclagem, materiais que podem ser reciclados não vão para o aterro. Mas para que isso seja possível, é necessário que ocorra a coleta seletiva do lixo, ou seja, a separação dos diferentes componentes que utilizamos.
Com a reciclagem, os materiais são transformados em matéria-prima para a produção de um novo produto, reduzindo assim a utilização de fontes naturais. Um exemplo é a reciclagem de latinhas de alumínio. Reutilizar significa usar de novo, dando ou não uma nova função para um objeto considerado sem utilidade, como quando alguém transforma a embalagem de leite longa vida em caixa para presente.

Para evitar o desperdício de alimentos, muitas pessoas criam galinhas a fim de aproveitar tanto os ovos como os restos alimentares humanos. Já a compostagem é um conjunto de técnicas. O homem utiliza a compostagem para controlar o processo biológico dos micro-organismos ao transformarem a matéria orgânica em um material chamado composto, semelhante ao solo; utilizado como adubo por ser rico em nutrientes minerais e húmus. Esse processo aumenta a presença de fungicidas naturais e a retenção de água pelo solo.

Outro interessante modo de reduzir a quantidade de lixo produzido é o consumo consciente, ou seja, comprar aquilo que irá realmente utilizar, sem exageros para que não ocorram desperdícios.

Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Caravana da Saúde promete 2 mil cirurgias oftalmológicas até dia 30

Priscilla Peres
Atendimentos acontecem de hoje até o dia 30.
(Foto: Jessica Barbosa)Atendimentos acontecem de hoje até o dia 30. (Foto: Jessica Barbosa)
A 5ª edição da Caravana da Saúde começou nesta terça-feira (25) em Nova Andradina - distante 300 km da Capital, com o objetivo de realizar 1.100 consultas gerais e 2 mil cirurgias oftalmológicas. No domingo (30), acontece o dia D de atendimentos. De acordo com o governo do Estado, realizador da Caravana, estão previstas 1.100 consultas gerais, 5 mil consultas oftalmológicas, 2 mil cirurgias oftalmológicas e 240 cirurgias gerais com especialidades em cirurgia geral, ortopedia e ginecologia. As consultas oftalmológicas começaram hoje e serão realizadas no pátio do Estádio Luiz Soares Andrade, onde as carretas da Caravana estão montadas e também local do Dia D no dia 30 de agosto. Também serão realizados exames, entre eles estão: ultrassom, endoscopia, tomografia, eletrocardiograma e ultracefalogramas. Já as cirurgias gerais, já agendadas, serão realizadas no Hospital Regional de Nova Andradina. No domingo, a Caravana também contará com os atendimentos das instituições parceiras como Hemosul, Procon, Tribunal de Justiça, SESI, Ministério Público, Polícia Civil,Corpo de Bombeiros estre outros. Durante quase uma semana, sete municípios atendidos, sendo Angélica, Anaurilândia, Bataiporã, Ivinhema, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul e Taquarussu. O programa Caravana da Saúde já soma mais de 4 mil cirurgias realizadas ao longo de suas quatro edições. O atendimento passará pelas 11 microrregiões de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de reduzir o numero da fila de espera para os diversos procedimentos de saúde, além de levar a reestruturação dos serviços de saúde como estratégia de melhoria dos atendimentos à população de cada região visitada.