sábado, 21 de fevereiro de 2009

Puccinelli lança prefeita Simone Tebet para o Senado




Jefferson da Luz
Rádio Caçula
Outra possibilidade para Simone Tebet é de ser candidata a vice-governadora na chapa de André Puccinelli

Ontem, o governador André Puccinelli (PMDB) lançou o nome da prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB), para concorrer a uma vaga no Senado. A declaração aconteceu durante a inauguração da iluminação do estádio Madrugadão.

Questionado pela imprensa local sobre a possibilidade da prefeita entrar na disputa, Puccinelli disse estar de “pleno acordo” e destacou o desenvolvimento do município na gestão de Simone. “A Simone é uma pessoa que tem condições de concorrer a qualquer cargo político. Ela tem feito uma excelente administração”, comentou.

A possibilidade acirra ainda mais a disputa dentro do PMDB pela vaga de senador. O deputado federal Waldemir Moka e o senador Valter Pereira já anunciaram que pretendem lutar pelo posto.

Depois de trocarem farpas pela imprensa, na semana passada, durante encontro do PMDB, Moka e Pereira diminuíram o tom e começaram a trocar elogios. “Não preciso ‘deslustrar’ meu companheiro por causa dessa disputa. Temos maturidade suficiente”, disse Moka na ocasião.

Mas, pelo que se pode entender das declarações de Puccinelli, os dois congressistas podem ter mais um entrave na disputa em 2010. O governador disse que não vê empecilhos em tirar um cavalheiro e colocar uma dama.

Nas próximas eleições, haverá duas vagas para Mato Grosso do Sul no Senado Federal. Valter Pereira quer continuar na cadeira herdada do pai de Simone, o senador Ramez Tebet, já falecido. Moka entende que é hora dele ascender na carreira política.

Vice-governadora - Contudo, no mesmo evento em Três Lagoas, Puccinelli demonstrou que ainda pode dar outras opções para a prefeita. O governador disse que ela poderá ser candidata a vice na chapa dele. “Simone tem condições de ser, inclusive governadora do Estado e quem sabe senadora”, frisou.

Cautelosa, Simone não demonstrou estar ansiosa para concorrer a nenhum dos cargos cogitados. “Minha verdadeira vocação é ser professora de Direito. A vida política não era minha intenção. Segui o caminho do meu pai, que sempre foi meu mestre”, disse.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial